• Roni Carlos Costa Dalpiaz

COLUNAS ANTIGAS - SLOGAN AND FOLDERS

Atualizado: Mai 16

Coluna originalmente publicada no jornal A Folha no ano de 2012.

Torres a praia Maravilhosa. Torres, a rainha das praias. Torres a mais bela praia gaúcha (ou do RS). Torres a capital do balonismo. Slogans que surgiram e permaneceram por anos e/ou ainda estão na mente dos torrenses e turistas. Torres pitoresco, a praia maravilhosa. Esta frase era a capa de um dos primeiros folders feitos para divulgar a cidade de Torres. Nele se destacavam os rochedos da torre da guarita. “Onde veranear?” Perguntava um dos folders feito por Picoral (1915 a 1941), e em seguida destacava o que esperava pelos veranistas. “Para revigorar o corpo e recuperar as energias...é necessário um veraneio que reúna, além de clima especial, todos os demais fatores que contribuem para a satisfação completa do espírito. Conforto bem estar, distrações e o melhor clima do nosso estado, encontram-se conjugados no Balneário Picoral Torres”. O interessante que o principal apelo para a “compra” do produto turístico era a busca pelo bem estar e a qualidade de vida com o máximo de comodidade ao veranista. “Para se colocar a altura das exigências dos senhores veranistas vêm melhorando e ampliando de ano para ano as suas instalações. Assim já dispõe de luz elétrica, água encanada, câmara frigorífica e esgoto”. O destaque dos atrativos turísticos era para os rochedos a beira mar que com a paisagem, ainda pouco explorada, formavam um magnífico “cartão postal”. “Um dos mais belos aspectos de Torres é a sua situação junto ao mar, cujos embates são resistidos pelos rochedos que lhe servem de base. É uma paisagem grandiosa que empolga o veranista, isolando-o por completo das preocupações mundanas. Torres é um lugar de maravilhas naturais”. Assim é que se fazia marketing há mais ou menos cem anos atrás. O que se vê nestes folders é o claro foco ao público-alvo muito bem definido por Picoral. Naquela época a divulgação da cidade era feita exclusivamente por uma empresa privada. Voltando aos slogans do início deste texto, vemos que foram alterados no decorrer dos anos na busca de novos e diferentes públicos. Se analisarmos algumas das folheterias confeccionadas pelas diferentes administrações passadas e pela atual, vemos direcionamento para mais de um público alvo. Vemos que algumas vezes os rochedos e a guarita foram “esquecidos” e deram lugar a outros atrativos nas capas de flyers e folders distribuídos em feiras pelo país e fora dele. O que parece é que estamos deixando de lado aquilo que fez de Torres a praia do RS mais conhecida dentro e fora do país: Será que este primeiro e maior valor da cidade de Torres ficará esquecido lá nos folders de Picoral? Será que o balonismo passará definitivamente a ser o principal atrativo da cidade? Será que podemos conjugar os dois, buscando um público com objetivos distintos e convergentes? Ou será que continuaremos perdidos procurando o “público-alvo” que ainda não definimos? Mais uma vez, a resposta que hoje procuramos pode estar no passado. Pensemos.

5 visualizações